Pescar à Pluma

A pesca desportiva aos salmonídeos é, cada vez mais em todo o mundo e começa a sê-lo
em Portugal, um produto turístico de qualidade reconhecida.
Os pescadores desportivos que buscam estas espécies deslocam-se, anualmente, milhares de quilómetros para tentarem a sua sorte e, países há, em que esta actividade, é das poucas que leva algum benefício económico às suas regiões.
Lembramo-nos das deslocações que muitos pescadores desportivos portugueses efectuam a países como a vizinha Espanha, Inglaterra, Irlanda, EUA, Argentina, Chile (para referir apenas alguns) à procura de trutas e salmões no seu estado selvagem.
A região banhada pelos rios Minho, Mouro e Gadanha são, seguramente, destinos turísticos de qualidade sendo, no entanto, necessária a adopção de medidas profundas de ordenamento e protecção dos mesmos, sob pena de, em curto prazo, apenas restarem na memória dos mais velhos como rios que outrora eram excepcionais para a prática da modalidade.
Como produto turístico que é, não poderá ser visto separadamente de outras ofertas turísticas, sempre necessárias, como o são a gastronómica, a hoteleira, a do artesanato e tantas outras que poderão florescer a par da pesca desportiva